ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

Avião militar cai no sul da Espanha e deixa vários mortos.

  • Por Itamarati Notícias sábado, 9 de maio de 2015 22:51:00 Comentários
    Um avião de transporte militar airbus A400M Atlas caiu neste sábado (9) em um terreno perto do aeroporto San Pablo de Sevilha, no sul da Espanha, anunciaram o ministério da Defesa e os serviços de emergência. O primeiro-ministro, Mariano Rajoy, confirmou a presença de oito a 10 pessoas a bordo e expressou condolências às vítimas e às suas famílias. Um balanço inicial confirmou a morte de pelo menos três pessoas na tragédia.

    Segundo o jornal El Pais, o avião militar ainda estava em fase de testes e não havia sido entregue às Forças Armadas do país. O aparelho estava em fase final de montagem na fábrica Airbus Military na capital do estado de Andaluzia.

    O acidente aconteceu logo após a decolagem. O chefe de governo espanhol confirmou que a queda deixou mortos, mas sem revelar o número de vítimas fatais. Ele confirmou que espanhóis estavam dentro do avião. Segundo El Pais, fontes policiais informaram que duas pessoas foram levadas ao hospital em estado crítico.

    Pouco depois de avisar a torre de comando de que estava com problemas no voo, o Airbus se chocou contra uma torre de alta tensão. A queda aconteceu a cerca de 1,6 km ao norte do aeroporto San Pablo de Sevilha, que foi fechado para o tráfego comercial devido à mobilização dos bombeiros para o local do acidente. Os voos foram desviados para Jerez e Málaga.

    O chefe de governo espanhol participava de um encontro político quando soube da notícia. "Nós nos solidarizamos com as vítimas e seus familiares e manifestamos nosso pesar. Estamos à disposição de todas as famílias", disse Rajoy. Todos os encontros políticos de seu partido, o PP, e do rival PSOE foram suspensos neste sábado.

    Projeto de sete países

    O avião militar A400M é o maior do mundo com hélices e traz inúmeras inovações tecnológicas. Sua produção industrial teve início em 2001, depois de um acordo firmado em 2003 entre sete países (Alemanha, França, Espanha, Reino Unido, Turquia, Bélgica e Luxemburgo). O governo espanhol se comprometeu a comprar 27 aparelhos. A primeira entrega estava prevista para o início de 2016.