ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

PREFEITO DE GANDU LEONARDO CARDOSO ANUNCIA REDUÇÃO DE GASTOS PARA CONTER A CRISE QUE AFETA OS MUNICÍPIOS

  • Por Itamarati Notícias terça-feira, 26 de setembro de 2017 20:35:00 Comentários

    Em entrevista a rádio FM Vitória nesta segunda (25), o prefeito de Gandu Leonardo Cardoso anunciou algumas medidas consideradas essenciais para superar a atual crise financeira que o país vem atravessando. Entre elas, a contenção de gastos e despesas e a diminuição no número de funcionários contratados.

    Ainda durante a entrevista, Léo disse que embora as medidas sejam difíceis de serem tomadas, são necessárias para manter as contas do município em dia e os atendimentos básicos a população, como saúde e educação. “Infelizmente precisamos adotar essa postura de ter que demitir algumas pessoas para continuar prestando os serviços considerados fundamentais. Como gestor não gostaria de tomar esta atitude, mas com a queda no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e a atual crise que assola todo o país, essa é a única alternativa”, destacou.


    Apesar de confirmada, a lista de demissão, noticiada no último dia 12 de setembro (Foto: Reprodução Internet)


    Em entrevista a rádio FM Vitória nesta segunda (25), o prefeito de Gandu Leonardo Cardoso anunciou algumas medidas consideradas essenciais para superar a atual crise financeira que o país vem atravessando. Entre elas, a contenção de gastos e despesas e a diminuição no número de funcionários contratados.

    Ainda durante a entrevista, Léo disse que embora as medidas sejam difíceis de serem tomadas, são necessárias para manter as contas do município em dia e os atendimentos básicos a população, como saúde e educação. “Infelizmente precisamos adotar essa postura de ter que demitir algumas pessoas para continuar prestando os serviços considerados fundamentais. Como gestor não gostaria de tomar esta atitude, mas com a queda no repasse do FPM (Fundo de Participação dos Municípios) e a atual crise que assola todo o país, essa é a única alternativa”, destacou.

    Neste primeiro momento serão demitidos cerca de 100 funcionários contratados e comissionados. Além disso, serão reduzidos gastos com horas extras, redução de salários, combustível e diárias. Com redução dos gastos, Léo espera retomar algumas ações no município através de recursos próprios, como a recuperação das estradas da zona rural, o serviço está previsto para recomeçar neste mês de outubro.

    Desde o início da crise, municípios de todo o país vêm adotando medidas importantes pra reduzir os gastos, principalmente com pessoal. Cidades como Itabuna, Valença e Camamu anunciaram no começo deste mês de setembro a demissão de funcionários contratados e redução de despesas.
    Fonte: ASCOM/Prefeitura de Gandu