ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

Médica mineira é encontrada morta em pousada no sudoeste da Bahia

  • Por Itamarati Notícias domingo, 8 de outubro de 2017 16:55:00 Comentários
    Uma médica natural da cidade de Montes Claros, em Minas Gerais, foi encontrada morta no sábado (7), no quarto de uma pousada de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, de acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

    O Samu informou ainda que ela foi identificada como Liliany Caetano Aquino, de 26 anos. Uma unidade do serviço de atendimento foi acionada pelos funcionários da pousada que a encontraram desacordada no quarto, mas, ao chegar no local, a médica já estava morta.

    A Polícia Civil da cidade informou que dados preliminares apontam que há possibilidade da morte ter sido natural. A polícia não sabe se a jovem estava na cidade a trabalho ou passeio e não deu mais detalhes do caso.

    De acordo com o Samu, Liliany apresentava sinais de broncoaspiração, quando a pessoa inspira o vômito ou um corpo estranho e fecha as vias aéreas, e de cianose, uma coloração azulada da pele ou das mucosas. Diante da situação, não havia mais possibilidade de reanimação devido ao tempo de parada cardiorrespiratória.


    Médica é encontrada morta em pousada no sudoeste da Bahia (Foto: Reprodução/Facebook)


    Uma médica natural da cidade de Montes Claros, em Minas Gerais, foi encontrada morta no sábado (7), no quarto de uma pousada de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, de acordo com o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

    O Samu informou ainda que ela foi identificada como Liliany Caetano Aquino, de 26 anos. Uma unidade do serviço de atendimento foi acionada pelos funcionários da pousada que a encontraram desacordada no quarto, mas, ao chegar no local, a médica já estava morta.

    A Polícia Civil da cidade informou que dados preliminares apontam que há possibilidade da morte ter sido natural. A polícia não sabe se a jovem estava na cidade a trabalho ou passeio e não deu mais detalhes do caso.

    De acordo com o Samu, Liliany apresentava sinais de broncoaspiração, quando a pessoa inspira o vômito ou um corpo estranho e fecha as vias aéreas, e de cianose, uma coloração azulada da pele ou das mucosas. Diante da situação, não havia mais possibilidade de reanimação devido ao tempo de parada cardiorrespiratória.

    O corpo de Liliany foi encaminhado para perícia no Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Vitória da Conquista e tem previsão para ser liberado ainda neste domingo (8). Não há detalhes sobre sepultamento.
    Fonte: G1-BA