ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

PRESIDENTE TANCREDO NEVES: Em Corte de Pedra EMBASA deixa obras inacabadas

  • Por Itamarati Notícias quarta-feira, 4 de outubro de 2017 15:04:00 Comentários
    No distrito de Presidente Tancredo Neves, em Corte de Pedra no Sul da Bahia, há aproximadamente trinta dias, a Embasa concluiu a obra de abastecimento das casas populares e como consequência da obra, ficou um pequeno percurso escavado na pavimentação que matematicamente não atinge aos 300 metros de extensão.

    O fato é que foi aberto uma vala de, em média, um metro de largura para passagem dos canos na entrada da Rua Santo Antonio (Rua do Vice Prefeito), passando em frente a "Dona Flor” seguindo sentido Rio do fato, onde há um resto de ponte que precisa de atenção também. Apesar do pequeno percurso já temos uma semana de sol, e não há ninguém no local trabalhando.




    No distrito de Presidente Tancredo Neves, em Corte de Pedra no Sul da Bahia, há aproximadamente trinta dias, a Embasa concluiu a obra de abastecimento das casas populares e como consequência da obra, ficou um pequeno percurso escavado na pavimentação que matematicamente não atinge aos 300 metros de extensão.

    Na entrada da Rua Santo Antonio (Rua do Vice Prefeito), passando em frente a "Dona Flor” seguindo sentido Rio do fato, onde há um resto de ponte que precisa de atenção também. Apesar do pequeno percurso já temos uma semana de sol, e não há ninguém no local trabalhando.

    Recentemente foi denunciado por um determinado vereador em uma sessão ordinária que, o contrato com a Empresa Baiana de Água e Saneamento S.A. já está vencido há muito tempo e que é preciso a regularização para que alguns serviços sejam cobrados e exigidos pelo cidadão e poder público.

    Sem o devido Contrato, estaria operando na ilegalidade?
    Para esta nova assinatura seria de extrema importância que o município se preocupasse em exigir o melhoramento do abastecimento e a avaliação dos reparos feitos nas obras realizadas pela Embasa nas ruas e vias do município, quem quebrou concerte, abriu feche. Assim esta demanda de tempo seria reduzida.

    Tendo como exemplo o procedimento adotado no trabalho que foi realizado nas casas populares, de extrema rapidez e sem ônus para o tráfego, uma vez que a máquina abria a vala, a equipe instalava a tubulação e a máquina já voltava fechando e liberando a rua, perfeito. Desta forma seria ótimo também na pavimentação.

    Quanto ao conserto de calçamento, entramos na segunda semana e é indispensável que as pedras sejam removidas do meio da rua.
    Espaço aberto para pronunciamento.
    Fonte: Notícia na Tela