ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

Câncer é uma das principais causas de morte por doença entre crianças

  • Por Itamarati Notícias domingo, 19 de novembro de 2017 13:57:00 Comentários
    O câncer é uma das principais causas de morte por doença de crianças e adolescentes de 1 a 19 anos no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Mas se diagnosticada precocemente e tratada corretamente, a doença pode ser curada em cerca de 80% dos casos, – e a maioria das crianças e adolescentes terá boa qualidade de vida após o tratamento. Esse alerta é reforçado dia 23 de novembro, data em que ocorre o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI).

    A Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC) alerta a população para a importância do diagnóstico precoce da doença. A entidade, que reúne 53 instituições de apoio à criança com câncer espalhadas pelo País, reforça que, quando descoberto cedo, o câncer em crianças e adolescentes tem mais possibilidade de cura.


    Campanha nacional de tratamento do câncer.


    O câncer é uma das principais causas de morte por doença de crianças e adolescentes de 1 a 19 anos no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA). Mas se diagnosticada precocemente e tratada corretamente, a doença pode ser curada em cerca de 80% dos casos, – e a maioria das crianças e adolescentes terá boa qualidade de vida após o tratamento. Esse alerta é reforçado dia 23 de novembro, data em que ocorre o Dia Nacional de Combate ao Câncer Infantojuvenil (DNCCI).

    A Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (CONIACC) alerta a população para a importância do diagnóstico precoce da doença. A entidade, que reúne 53 instituições de apoio à criança com câncer espalhadas pelo País, reforça que, quando descoberto cedo, o câncer em crianças e adolescentes tem mais possibilidade de cura.

    Apesar de o tratamento do câncer infantojuvenil ter avançado nas últimas décadas, a taxa de cura no Brasil está abaixo do esperado, de acordo a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE). “Uma criança, quando tem a doença diagnosticada precocemente, pode ser tratada com a possibilidade de ter menos sequelas. Por isso, é tão importante a família ficar atenta aos sinais e sintomas que podem ser do câncer e procurar um médico”, informa Teresa Fonseca, presidente da SOBOPE e GACC Sul Bahia.


    SINTOMAS

    Pais e responsáveis, reforça Teresa Fonseca, devem prestar atenção a sinais e sintomas que podem ser confundidos com outras doenças comuns à infância, por isso, o cuidado deve ser reforçado. A presidente da SOBOPE chama a atenção para características como palidez progressiva, dor óssea, nas articulações, inchaço que provocam dificuldades de andar, manchas roxas ou sangramentos que não são de traumas – principalmente nos membros inferiores e superiores – e febre prolongada que deixa a criança em condições apáticas.

    Dores de cabeça diárias matutinas acompanhadas de vômito, alterações no equilíbrio, na visão, no andar, convulsões, presença de ínguas frequentes, perda de peso importante, assim como o comportamento da criança que deixa de brincar e só quer ficar deitada, também podem sinalizar que algo não vai bem. “Diante desses sintomas é importante que a criança seja avaliada por um médico”, alerta Teresa Fonseca.

    PROGRAMAÇÃO EM ITABUNA

    O dia 23 de novembro, em Itabuna, será marcado pelo encerramento da Campanha “Pare pra mim” da Polícia Rodoviária Federal que beneficia as crianças e adolescentes em tratamento do GACC Sul Bahia e visa, entre outras coisas, arrecadar material de limpeza, fraldas descartáveis, leite em pó e alimentos não perecíveis.

    A Campanha será encerrada com uma solenidade para entrega das doações no ambulatório do Hospital Manoel Novaes com um café da manhã, apresentação musical e cultural. As doações poderão ser entregues no stand da CDL na Praça Camacan, no posto da PRF na BR-101 e nas Drogarias Letícia e Velanes.