ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

Jovem apontado como braço direito de líder de quadrilha e mais dois suspeitos morrem após troca de tiros com PMs na BA

Por Itamarati Notícias segunda-feira, 25 de dezembro de 2017 23:37:00 Comentários
Três suspeitos de tráfico de drogas morreram na tarde desta segunda-feira (25), após uma troca de tiros com policiais militares, na localidade de Areal, no bairro do Nordeste de Amaralina, em Salvador. A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a SSP, um dos suspeitos, identificado como Claudemir Gomes Conceição, o 'Mizinho', de 29 anos, é braço direito de Val Bandeira, apontado pela polícia como fundador e líder de uma qaudrilha que age na região do Nordeste de Amaralina. Os outros dois mortos não tiveram a identidade divulgada.

Conforme a secretaria, os três suspeitos entraram em confronto com agentes das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico, que averiguavam uma denúncia de moradores da localidade sobre homens armados.

Segundo a SSP, após o tiroteio, os dois suspeitos que não tiveram a identidade divulgada foram socorridos pelos policiais e levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram aos ferimentos.

Em seguida, cerca de uma hora depois, conforme a secretaria, Mizinho deu entrada na mesma unidade, também baleado, e não resistiu.

Com os três suspeitos, de acordo com a SSP, foram apreendidas duas pistolas - sendo uma delas de uso das Forças Armadas e da Polícia Federal -, um rádio comunicador, cerca de 100 porções de maconha e uma quantidade de cocaína, entre outros materiais.



Ferrari Modena

Armas e drogas foram apreendidas com os suspeitos (Foto: Divulgação/SSP)


Três suspeitos de tráfico de drogas morreram na tarde desta segunda-feira (25), após uma troca de tiros com policiais militares, na localidade de Areal, no bairro do Nordeste de Amaralina, em Salvador. A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

De acordo com a SSP, um dos suspeitos, identificado como Claudemir Gomes Conceição, o 'Mizinho', de 29 anos, é braço direito de Val Bandeira, apontado pela polícia como fundador e líder de uma qaudrilha que age na região do Nordeste de Amaralina. Os outros dois mortos não tiveram a identidade divulgada.

Conforme a secretaria, os três suspeitos entraram em confronto com agentes das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico, que averiguavam uma denúncia de moradores da localidade sobre homens armados.

Segundo a SSP, após o tiroteio, os dois suspeitos que não tiveram a identidade divulgada foram socorridos pelos policiais e levados para o Hospital Geral do Estado (HGE), mas não resistiram aos ferimentos.

Em seguida, cerca de uma hora depois, conforme a secretaria, Mizinho deu entrada na mesma unidade, também baleado, e não resistiu.

Com os três suspeitos, de acordo com a SSP, foram apreendidas duas pistolas - sendo uma delas de uso das Forças Armadas e da Polícia Federal -, um rádio comunicador, cerca de 100 porções de maconha e uma quantidade de cocaína, entre outros materiais.