ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

Primeira audiência do julgamento do homem que matou a esposa às vésperas dela dar à luz é realizada na BA

  • Por Itamarati Notícias sábado, 17 de março de 2018 16:25:00 Comentários
    Começou na manhã desta sexta-feira (16), em Serrinha, cidade a 180 quilômetros de Salvador, o julgamento de Adilson Prado Lima Júnior, acusado de ter matado a própria esposa, Daiane Reis Mota, de 25 anos, com um tiro na nuca, às vésperas dela dar à luz. A criança que Daiane esperava também morreu.

    O crime ocorreu em 16 de dezembro de 2017, mas o corpo da jovem só foi localizado no dia seguinte. Antes de Daiane ser encontrada, o acusado havia dito à família da jovem que ela tinha desaparecido após sair de casa para ir a uma loja, e chegou a ajudar os parentes a procurar por ela.
    Ferrari Modena


    Ferrari Modena

    Daiane Reis Mota foi morta pelo próprio marido, às vésperas de dar à luz (Foto: Arquivo pessoal)


    Começou na manhã desta sexta-feira (16), em Serrinha, cidade a 180 quilômetros de Salvador, o julgamento de Adilson Prado Lima Júnior, acusado de ter matado a própria esposa, Daiane Reis Mota, de 25 anos, com um tiro na nuca, às vésperas dela dar à luz. A criança que Daiane esperava também morreu.

    O crime ocorreu em 16 de dezembro de 2017, mas o corpo da jovem só foi localizado no dia seguinte. Antes de Daiane ser encontrada, o acusado havia dito à família da jovem que ela tinha desaparecido após sair de casa para ir a uma loja, e chegou a ajudar os parentes a procurar por ela.

    Ferrari Modena

    Pastora Nildes trabalha há 16 anos na região da Cracolândia. Usuários chegam a esconder o cachimbo quando ela passa, em sinal de respeito.


    Na primeira audiência do caso, que começou às 11h desta sexta, no Fórum Luiz Viana Filho, foram ouvidas algumas das testemunhas de acusação e defesa. A audiência foi encerrada às 14h.

    Como não houve tempo para os depoimentos de todas as testemunhas, e do acusado, uma nova audiência foi marcada para as 10h de 8 de maio. Após todos serem ouvidos, acusação e defesa apresentarão suas versões, e então a sentença será anunciada. Adilson permanecerá preso até a sentença.

    Caso

    Após o corpo de Daiane ter sido encontrado por ciclistas que faziam trilha, em um matagal da zona rural de Serrinha, no povoado de Murici, Adilson confessou o crime e disse que matou a esposa por ciúmes, depois de ter encontrado mensagens no aplicativo WhatsApp.

    Adilson foi preso no mesmo dia em que o corpo foi encontrado, após imagens de câmeras de segurança mostraram ele e Daiane dentro do carro da família dela, o que despertou a suspeita da polícia. O acusado contou em depoimento que a mulher não percebeu que ia ser morta.

    Ferrari Modena

    Homem confessou ter matado jovem grávida antes do parto (Foto: Reprodução/ Facebook)


    "Ele disse que ela não viu que ele ia matar ela. E mesmo que visse, se ela gritasse, é um lugar aberto, de mato, ninguém ia ouvir. Diante desses indícios, e outros, acredito que o crime tenha sido premeditado. Ele disse que ao ver a mulher no chão, chegou a apontar a arma para a cabeça dele e não teve coragem de atirar, mas ele teve coragem de matar uma mulher grávida que esperava a filha dele", disse o delegado Hildebrando Silva, na época do crime.

    Daiane foi sepultada no dia 18 de dezembro, no Cemitério Jardim das Acácias, do bairro Cidade Nova, em Serrinha. O sepultamento, que ocorreu sob forte comeoção, e reuniu familiares e amigos da jovem.

    No Dia da Mulher, 8 de março, o pai da vítima, Rubem Oliveira Mota, disse em entrevista exclusiva ao G1 que espera por Justiça. "Com certeza a gente vai vencer. Dependemos muito da justiça de Deus e depois a justiça da terra, que com certeza essa não vai falhar também não”, afirmou.

    Ferrari Modena

    Vítima foi velada e sepultada em 18 de dezembro (Foto: Diego Macêdo/ TV Bahia)


    Ferrari Modena

    Daiane Reis Mota, Bahia (Foto: Arquivo pessoal)