ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

WENCESLAU GUIMARÃES - Grupo do MST fecham trecho da BR 101 em apoio ao ex-presidente Lula

  • Por Itamarati Notícias quinta-feira, 5 de abril de 2018 10:27:00 Comentários
    Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fecharam um trecho da BR-101, na altura da cidade de Wenceslau Guimarães,/Ba, na manhã desta quarta-feira (4).

    De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo protesta contra o julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A sessão, que está prevista para começar às 14h, no Superior Tribunal Federal (STF), decidirá se Lula será ou não preso.

    Segundo a PRF, na BR-101, os manifestantes colocaram fogo em pneus, impedindo a passagem de veículos na rodovia. De acordo com o MST, cerca de 350 pessoas participam do protesto. Já a PRF não divulgou o número de manifestantes.



    Grupo fechou trecho da BR-101_arquivo pessoal (Foto reprodução/Redes sociais)


    Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) fecharam um trecho da BR-101, na altura da cidade de Wenceslau Guimarães,/Ba, na manhã desta quarta-feira (4).

    De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o grupo protesta contra o julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A sessão, que está prevista para começar às 14h, no Superior Tribunal Federal (STF), decidirá se Lula será ou não preso.

    Segundo a PRF, na BR-101, os manifestantes colocaram fogo em pneus, impedindo a passagem de veículos na rodovia. De acordo com o MST, cerca de 350 pessoas participam do protesto. Já a PRF não divulgou o número de manifestantes.

    O protesto na BR-101 começou por volta das 9h e, por volta das 11h, ainda não havia sido encerrado. Ainda não há detalhes sobre a extenção do congestionamento. Policiais rodoviários acompanham a situação.

    A PRF ainda não tem detalhes sobre o protesto, nem sobre o número de participantes. Por volta das 11h, a manifestação ainda não havia sido encerrada.