ANUNCIE AQUI
073 9 9952-3037

IBIRAPITANGA - Integrante de quadrilha morre na 3ª fase da Operação Rodotec

  • Por Itamarati Notícias quarta-feira, 15 de agosto de 2018 23:36:00 Comentários
    ‘Joabe’ foi morto em confronto com policiais militares.



    ‘Joabe’ foi morto em confronto com policiais militares (Foto: Reprodução/Redes Sociais)


    Guarnições da CIPE Cacaueira e da 61ª CIPM/Ubaitaba deflagraram, na noite desta terça-feira (14), a terceira fase da Operação ‘Rodotec’ em Itamarati, distrito de Ibirapitanga, com o objetivo de cumprir um mandado de prisão contra um indivíduo identificado apenas pelo prenome de ‘Joabe’, remanescente da quadrilha que espalhou terror nos municípios de Camamu, Igrapiúna, Ibirapitanga e no distrito de Itamarati por meio de extorsões, homicídios e tráfico de drogas.

    Após levantamento de setores da inteligência das OPM’s, foi verificado que ‘Joabe’, até então foragido, retornou ao distrito com o objetivo de retomar a atividade criminosa além de liderar ataques a comerciantes da região.

    Após denúncia anônima de que ‘Joabe’ estaria escondido em uma localidade conhecida como ‘Igrejinha’, arquitetando um ataque armado, as guarnições se deslocaram ao local, momento em que encontrou o suspeito acompanhado de mais 04 elementos.

    O quarteto, ao avistar as guarnições, passou a disparar contra a polícia, que revidou e ‘Joabe’ acabou sendo alvejado.

    Os demais suspeitos empreenderam fuga mata adentro.

    A PM prestou socorro e encaminhou ‘Joabe’ até o Hospital Municipal de Ibirapitanga, onde já chegou sem os sinais vitais.

    Com o suspeito, a polícia encontrou 1 tablete de maconha e um revólver calibre 38, com 5 cartuchos deflagrados e 1 picotado.

    QUADRILHA PRATICAVA DIVERSOS DELITOS


    ‘Bruno Igrapiúna’, morto em fevereiro, liderava quadrilha (Foto: Divulgação)


    A 1ª fase da Operação Rodotec foi deflagrada em fevereiro deste ano e desarticulou uma quadrilha especializada em extorsão, assalto a agências bancárias, tráfico de drogas e assalto a veículos nos municípios de Ibirapitanga, Igrapiúna, Camamu e no distrito de Itamarati.

    A quadrilha era liderada por um bandido conhecido como ‘Bruno Igrapiúna’, morto após troca de tiros com a polícia e acusado, dentre outros crimes, de praticar ataques a comerciantes ao passo que exigia vultosas quantias e bens sob ameaça de morte aos que se recusassem a atender as demandas.

    A estimativa é que somente em Itamarati a quadrilha tenha extorquido cerca de R$ 700 mil contra comerciantes. Cerca de 12 bandidos foram mortos ou presos durante as três fases da Operação Rodotec.

    Polícia apreendeu maconha e revólver com suspeito (Foto: Reprodução/Redes Sociais)